sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

E recomendo

Sei que não é assim que se faz, mas não vou pedir mais orçamentos.
Não posso dizer que o Senhor da gráfica me esteja a fazer a fazer um preço justo, porque me ultrapassa a justiça do negócio, da negociação, do mercado, da concorrência, da especulação. São todos conceitos cuja justiça me ultrapassa.
Para mim é um bom preço. E isso chega-me.
Gostei do Senhor da gráfica, da Menina da gráfica. Deram-me tempo, atenção, conhecimento (a ver se o retenho), dicas, simpatia. Isso conta.
Vamos continuar a colaborar eu e eles.
A decisão pode parecer ingénua, mas eu sinto-me bem pessoa assim.

6 comentários:

  1. A luta contra a ansiedade é verdadeiramente «brutal»

    ResponderEliminar
  2. A ansiedade pode chegar a ser "brutal". Alguma luta contra a ansiedade pode ser "benéfica". Sinto-me ansiosa por lançar o livro, mas, acima de tudo e pelas razões que aponto, sinto-me "bem pessoa assim" com esta minha escolha (única).

    ResponderEliminar
  3. As decisões podem parecer tudo aos olhos de outros... Mas são o que nos moldam o rosto.

    Fica bem,
    Miguel

    ResponderEliminar
  4. Sim.
    Os olhos moldam-nos o rosto e fazem-nos escolher... quando conseguimos ver. O olhar que escolhemos ter molda as nossas decisões e a vai moldando a vida...

    Muito obrigada por teres falado comigo
    Ana

    ResponderEliminar
  5. È natural k te sintas. Tenho-te como um bom ser humano. E o k dizes é verdade. Pequenos promenores tb contam. Fazem muitas vezes a diferença, até. Espero que a colaboração seja frutifera e que continuem simpáticos. Bj.

    ResponderEliminar
  6. Obrigada, Mónica. Também estás na lista das minha pessoas boas. Os pormenores fazem a vida. E, sim, tenho tido imensa sorte: só tenho encontrado pessoas ***** neste processo. Espero que continue assim. O apoio dos amigos, como tu, também tem sido essencial!!! Bjinho

    ResponderEliminar