terça-feira, 10 de março de 2009

Livrarias e números

Ok. É amanhã.
Nervosos?
Não estejam, vai correr tudo bem.
Entreguei exemplares do Tracejado nas seguintes livrarias:
Livraria Portugal, Rua do Carmo, nº 70 Lisboa
Poesia Incompleta, Rua Cecílio de Sousa, nº 11, Lisboa
Livraria Apolo 70, Centro Comercial Apolo 70, Av. Júlio Dinis, 10 A – Loja 26/27, Lisboa
Enviei ainda um exemplar para a Livraria Sousa & Almeida, Rua da Fábrica, 40-42, Porto, que deve estar a chegar.
O livro custa 8 €. Tem 46 textos que ficam a 17 cêntimos cada, mais coisa, menos coisa, se não me enganei na conta, que eu sou o verdadeiro génio das contas. E ainda ofereço a capa.
Sou generosa.
Se não gostarem de algum texto em particular, podem arrancar a página e eu devolvo os 17 cêntimos.
Ah, ainda não paguei, os Senhores da gráfica ainda não me cobraram. Vou pagar pelos 300 exemplares 775 €.
Com a comissão das livrarias (30% a 40% até agora) e, por outro lado com o 1,5 € por pessoa que vou pagar ao Senhor do espaço por pessoa (não por livro, mas por pessoa: porque se um casal me comprar um livro entrego 2 senhas de bebida), podem ver que não é desta que vou enriquecer. Também nunca foi a minha intenção. Dou-vos estes números todos, para que percebam se vale ou não a pena. Para mim, vale a pena.

Sem comentários:

Enviar um comentário