sexta-feira, 6 de março de 2009

Nasceu

Os livros chegaram. O “Tracejado” está lindo. Eu juro que gosto, não digo isto para me agradar. Ainda não paguei. Pago em breve. Vieram 300. Os 11 para as bibliotecas ficaram por conta deles. Que queridos. A Menina da gráfica ainda me disse que talvez sobrem uns 3 ou 4 e que mos dá. E eu depois vendo-os. Batoteira. Vendo se tiver a quem. Não me posso queixar, para agora. Há imensa gente a dizer que vai à festa de lançamento e, provavelmente, vão aproveitar para comprar o “Tracejado”. Por outro lado tenho, por enquanto, 6 livrarias interessadas em vender , ou pelo menos ver, o livro. Temos:
“Apareça e traga o livro”;
“poderá ter o seu livro à venda na nossa loja” (30%);
“gostaríamos de receber 5 exemplares da obra” (30%),
“Julgo que poderemos colocar 5 exemplares” (35% ou 40%),
“Poderá passar na loja para apresentar o livro numa data a combinar” (40%)
e “Podemos, para já, aceitar um exemplar “ (30%)
Eu acho que não está nada mau. 3 são em Lisboa, 1 em Oeiras, 1 em Torres Vedras e 1 no Porto.
Agora tenho de ir lá, ou fazer chegar lá os exemplares.

Portanto, tudo a andar. Está a ser uma boa experiência.

2 comentários:

  1. Nasceu e é um "bébé" muito lindo. Pelo menos eu acho. Acho também que tem tudo para ser um sucesso.

    Mais ainda, é uma prova bem palpável do teu talento e empenho ao longo de todo este processo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Com um papá / editor como tu tinha de sair lindo...

    Obrigada por colaborares com o "teu talento e empenho" ao longo também deste processo.

    A vida é um processo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar